05/05/2020 10h57 - Atualizado em 05/05/2020 12h38

Cresce o número de atendimentos no Cras devido a pandemia


Cras faz 40 atendimentos diários por cestas básicas

O Comitê Municipal de Assistência Social instituído no município por decisão do prefeito Eduardo Buzzatti, procederam em 25 dias uteis de trabalho desde 31 de março deste ano, juntamente com o Centro de Referência em Assistência Social(Cras) 870 atendimentos para serviços relacionados a solicitação de cestas básicas, preenchimento de requerimentos, auxilio para acesso a aplicativo da caixa para obtenção do auxílio emergencial disponibilizado pelo Governo Federal entre outros, resultantes dos efeitos da pandemia nos diversos setores. Por dia, em média, contatos por ligação telefônica, via wattsapp ou atendimentos presenciais com agendamento, o número chegou a 40 atendimentos.

O trabalho está sendo feito pela Administração Municipal de Pejuçara, através da Secretaria de Assistência Social e o Cras a partir da definição de criação do comitê municipal de assistência social de atenção ao Coronavírus que está avaliando caso a caso, as solicitações de cestas básicas junto a pasta que chegam a pelo menos 15 pedidos por semana. A decisão foi tomada tendo em vista o aumento na procura pela concessão de cestas básicas por conta da paralisação parcial de vários serviços no comércio e na indústria em função da disseminação da Covid-19.

Além das 30 cestas básicas de rotinas liberadas mensalmente pela Secretaria de Assistência Social, Trabalho e Habitação para pessoas em situação de vulnerabilidade social, no período mencionado, outras 48 cestas básicas emergenciais já foram liberadas para pessoas que tiveram seu requerimento analisado e aprovado pelo comitê.

A Coordenadora do Centro de Referência em Assistência Social, Raquel Bergolli destaca que vários critérios relacionados aos efeitos da pandemia são analisados a partir do requerimento preenchido pelo usuário. Ela conta que na última reunião, 20 solicitações foram analisadas sendo que apenas 7 foram aprovadas para receber a cesta básica emergencial. “Nós estamos aqui para analisar a real necessidade de cada um, atuando como soldados do acolhimento no sentido de atender as solicitações que se enquadrem nos critérios solicitados”, disse Raquel Bergolli.

O prefeito Eduardo Buzzatti lembrou que os critérios de avaliação adotados fazem com que a Administração Municipal haja com justiça nos casos em que for solicitada a doação da cesta de alimentos. 

Edição: Antonio Brito 

Assessoria de Comunicação


Enviar por e-mail Imprimir